Dr. Mario Celso Schmitt

Home

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE PUBERDADE PRECOCE

18/03/2015


Entende-se por puberdade o conjunto de modificações físicas que acontece durante a adolescência. O início da puberdade deve ocorrer entre 8 e 13 anos, nas meninas, e no período que vai dos 9 aos 14 anos, nos meninos. Quando ela acontece antes das idades citadas é chamada de puberdade precoce e pode requerer tratamento.

A puberdade precoce é cinco vezes mais comum entre as meninas. Segundo estimativas ela atinge de 11 a 12% das meninas.
 

O que causa a puberdade precoce

Na maioria dos casos, não se encontra uma causa definida para a liberação precoce de hormônios. Algumas vezes, a puberdade precoce pode ser deflagrada por tumores.


Sinais clínicos de puberdade precoce

As meninas iniciam geralmente com broto mamário seguido de aumento das mamas, pêlos pubianos e axilares, odor axilar, crescimento acelerado, além de aumento da oleosidade da pele, espinhas e acne.

Os meninos podem apresentar aumento dos testículos, pêlos pubianos e axilares, odor axilar, alteração do comportamento com tendência a agressividade, crescimento acelerado, espinhas, acne e alteração no timbre de voz.

Na maioria das vezes a criança não apresenta este quadro clínico completo, somente alguns sinais, mas que já podem ser indicativos do início da puberdade precoce.
 

Diagnóstico de puberdade precoce

O diagnóstico da puberdade precoce é clínico e baseia-se em dados populacionais que nos permitem estabelecer limites (necessariamente imprecisos já que se trata de um fenômeno biológico e não matemático) de normalidade. A abordagem laboratorial permitirá caracterizar se o processo tem origem central ou periférica (puberdade precoce central ou verdadeira - PPC - no caso em que o processo segue as vias normais de estimulação puberal ou pseudo-puberdade precoce ou puberdade precoce periférica - PPP - quando a via de estimulação é diferente da anterior).

A caracterização da origem do processo que leva à puberdade é importante para o diagnóstico propriamente dito, para determinar a terapêutica e o prognóstico.
 

Importância do tratamento da puberdade precoce

Os sinais da adolescência antes do tempo normal podem acarretar prejuízos para o desenvolvimento físico e mental das crianças.

O tratamento é importante para evitar perdas no desenvolvimento físico, transtornos psicológicos e de comportamento associados ao desenvolvimento sexual precoce. No caso das meninas, o estirão precoce e a maturidade óssea antecipada deixam pouca margem para o crescimento após a primeira menstruação, apenas cerca de cinco centímetros a mais, em média. Assim, ela não atingirá a altura que estava geneticamente programada para ter. Ao fazer com que a criança viva antecipadamente o momento de transição da infância para a vida adulta , a puberdade precoce pode desencadear problemas psicossociais, pois há um amadurecimento físico e a criança não está emocionalmente preparada para isso.

A autoestima também pode ser prejudicada, pois na interação com as outras crianças ela percebe que é diferente das demais.

Pais e responsáveis devem estar atentos aos sinais e consultar o pediatra caso observem algo fora do padrão. O acompanhamento periódico com o pediatra é a medida preventiva indicada para que problemas possam ser diagnosticados com brevidade.

Fonte:
www.endoped.sbem.org.br

 

Galeria de Imagens
Compartilhar
Faça um Comentário