Dr. Mario Celso Schmitt

Home

ESTIMULAÇÃO PRECOCE PARA BEBÊS PREMATUROS

18/01/2016



Bebês nascidos antes das 37 semanas de gestação são considerados prematuros. Quando o bebê nasce muito antes do tempo apresenta maior atraso no desenvolvimento neurológico, podendo acarretar, consequentemente, dificuldades na fala, problemas motores e psicológicos ou psiquiátricos.

A estimulação precoce é uma estratégia recomendada para vencer as dificuldades apresentadas pelo bebê prematuro.

A fala, por exemplo, é uma função normalmente realizada pelo lado esquerdo do cérebro, mas que pode vir a ser comandada pelo lado direito do cérebro, a partir da estimulação precoce. 

O trabalho  de estímulos à criança, desde que eficazmente direcionado e intenso, pode reverter situações difíceis como o distúrbio da fala, viabilizando condições essenciais como a alfabetização da criança.

Durante as consultas, o pediatra deverá reconhecer as dificuldades e fazer os encaminhamentos necessários. É necessário levar em conta a etapa evolutiva da criança, pois a estimulação muito precoce gera estresse na família e na criança, e não é produtiva, enquanto a estimulação tardia é só parcialmente eficaz.

A participação da família neste processo é imprescindível. Muitos dos exercícios complementares devem ser realizados aos poucos e em casa, preferencialmente de forma lúdica, como parte de brincadeiras, para que a criança vivencie o processo com satisfação. Além disso, quando a família atua trazendo informações e dúvidas para as consultas contribui para o diagnóstico precoce e aumenta as chances de resolução dos problemas.

Compartilhar
Faça um Comentário