Dr. Mario Celso Schmitt

Home

COMO PREVENIR CÁRIES NA INFÂNCIA

20/11/2014



Como surgem as cáries?

O açucar presente nos restos de alimentos que ficam dentro da boca , sejam eles sólidos ou líquidos (inclusive o leite materno), junta-se ao biofilme que é uma camada de saliva que fica sobre os dentes. Nessa película encontram-se bactérias do bem e bactérias nocivas. A Streptococcus mutans é uma delas, ela provoca a chamada lesão da cárie ou buraco no dente. Toda essa sujeira recebe o nome de placa bacteriana. Quando os dentes não são limpos as bactérias se alimentam do açúcar presente nos restos de alimentos, produzindo ácidos que atacam o esmalte protetor do dente.
Por isso se recomenda não dar doces para as crianças, principalmente no primeiro ano de vida. O leite também não deve ser adoçado.

 

Bebês tem cáries?
O risco de cárie começa a existir desde a erupção do primeiro dente, o que geralmente ocorre a partir dos seis meses de idade.

 

Primeiros cuidados
Assim que acontecer a erupção do primeiro dentinho realize higiene com gaze ou fralda embebida em água filtrada ou fervida ou com uma escovinha de cerdas macias uma vez por dia, à noite.

Quando o primeiro dente apontar marque uma consulta com o odontopediatra, ele irá orientar sobre cuidados com a higienização e alimentação, indispensáveis para a saúde bucal.

Leve seu filho ao dentista a cada seis meses.

A Associação Brasileira de Odontopediatria recomenda a utilização de flúor como prevenção a partir de um ano de idade mas o odontopediatra irá verificar a real necessidade da criança.

 

Como manter as crianças sem cáries
Usar creme dental na escovação a partir do nascimento do primeiro dente molar. A Associação de Odontopediatria e o Ministério da Saúde recomendam o uso do creme dental com flúor. O creme dental deve possuir flúor a uma concentração de 1100 ppm (verificar informação na embalagem). A quantidade de pasta deve equivaler a um grão de arroz.

A escovação deve ocorrer após o café da manhã, almoço e jantar. Não se pode esquecer de escovar a língua e usar fio dental uma vez ao dia.

Se você não consegue supervisionar todas as escovações do seu filho garanta que pelo menos a última, à noite, seja feita por você.

Se a criança tomar medicamentos, principalmente os de uso contínuo, a escovação deve ocorrer sempre após a medicação.

Além da escova que você usa tenha uma segunda para a criança treinar.

Líquidos para bochecho só devem ser usados mediante prescrição.

A escova deve ter cabeça pequena, cerdas macias e ser compatível com a idade (ver na embalagem).
Escovar bem os dentes e inclinar a escova em ângulo 45 graus em relação à gengiva para remover a placa bacteriana.

Recomenda-se acompanhar a escovação das crianças até que completem 12 anos de idade.


Hábitos prejudiciais

Não mergulhe a chupeta do seu filho em nada adocicado.

A cárie adora o açúcar refinada presente em alimentos como biscoitos e sucos prontos.

Brigadeiros e balas são mais perigosos porque grudam nos dentes.

A saliva faz uma autolimpeza. Se a criança belisca o dia todo esse processo acaba não ocorrendo.

Durante a noite a produção de saliva, que faz a autolimpeza, é menor. Assim não é bom que a criança adormeça mamando. Se o leite for adoçado pior ainda. Recomenda-se dar um pouco de água após a mamada e fazer a higiene no dia seguinte. Nos casos de aleitamento materno exclusivo, não se dá água, apenas fazer a higiene no dia seguinte.

Fonte:
Associação Brasileira de Odontopediatria - abodontopediatria.org.br
 

Galeria de Imagens
Compartilhar
Faça um Comentário