Dr. Mario Celso Schmitt

Home

ALIMENTAÇÃO E CÁRIES NA INFÂNCIA

24/06/2015

A alimentação tem uma relação muito próxima com a saúde bucal. A ingestão de determinados alimentos, principalmente aqueles que contêm sacarose - como balas, chicletes, pirulitos, bolacha recheada, danoninho, achocolatados - causa cárie.  

As bactérias da placa bacteriana se alimentam do açúcar presente nos alimentos e, depois de ingeri-lo, liberam um ácido no dente que causa a cárie. Além dos alimentos que contêm sacarose, outros alimentos como salgadinhos que contêm amido e o mel também podem causar cárie, pois também podem ser metabolizados pelas bactérias.

Fatores como o tempo de retenção do alimento na boca, a frequência da ingestão, características da saliva e a não exposição ao flúor também tem relação com o aparecimento das cáries. Itens como o pirulito, o chiclete e a bala, por exemplo, são mais nocivos pelo fato de permanecerem por muito tempo na boca da criança, deixando o pH da saliva ácido por muito tempo.https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif


Uma alimentação correta e saudável protege os dentes contra as cáries.



Alimentos que ajudam a combater as cáries

Cálcio

O cálcio é um ingrediente nobre na prevenção da cárie, principalmente para crianças em fase de crescimento. Uma grande fonte de cálcio são o leite e seus derivados, como iogurte e queijo, e ele não fica depositado na gordura do alimento, o que faz do leite desnatado e do iogurte light ótimas opções. Outras opções são verduras verdes, como brócolis e couve chinesa, peixe, amêndoa, castanha-do-pará e feijão.

Frutas, Fibras e Hortaliças

A ingestão de alimentos ricos em fibras aumenta o fluxo de saliva, o que por sua vez aumenta a produção de defesas minerais que combatem a cárie. Grandes fontes de fibra são as frutas secas, como damasco, uva passa e figo, e as frutas frescas, como banana, maçã e laranja. Outras opções são leguminosas e verduras, como feijão, couve de bruxelas, ervilha, amendoim, amêndoa e farelo de trigo.

Grãos Integrais

São ricos em vitamina B e ferro, importantes para a saúde da gengiva. Os grãos integrais também possuem magnésio, um ingrediente muito importante para os ossos e dentes, fora o fato de serem muito ricos em fibra. Farelo de trigo, arroz integral e cereais integrais e massas feitas com cereal integral são excelentes fontes de grãos integrais.



Açucar, o grande vilão

O maior problema é que os alimentos açucarados costumam ser os preferidos da criançada. O ideal e recomendado é que a ingestão de doces seja a menor possível, no entanto, quando for inevitável recomendamos alguns cuidados:

Também é recomendado ingerir alimentos açucarados apenas durante as principais refeições, já que as crianças escovam os dentes depois.

Nos intervalos, dê à criança alimentos não cariogênicos como as frutas e iogurtes não adoçados.

Ao ingerir açúcar, especialmente os mais pegajosos que ficam grudados nos dentes como balas e caramelos, e não puder fazer a escovação depois, é recomendado fazer um bochecho com água para diminuir a ação do açúcar nos dentes.


Os alimentos ácidos enfraquecem os dentes, mesmo que não possuam açúcar refinado em sua composição, e devem ser consumidos com moderação.

Os refrigerantes possuem alta concentração de açúcar e acidez, portanto, mesmo os refrigerantes sem açúcar são perigosos.


Cuidados com os bebês

Recomenda-se que o bebê seja colocado na cama sem uma mamadeira. Quando ela for indispensável para ele adormecer, encha com água.

Após cada refeição, limpe a gengiva do bebê com um pequeno pano úmido e macio ou gaze.

Na idade recomendada pelo pediatra, que deve ser por volta dos nove meses, comece a ensinar a criança a usar um copo. A partir de um ano recomenda-se trocar a mamadeira pelo copo de treinamento.


Fontes: 
www.odontopediatria.org.br
www.oralb.com/brazil

Galeria de Imagens
Compartilhar
Faça um Comentário